23. ago, 2017

Mulheres com 50 anos provam que beleza não é privilégio das jovens

50 são os novos 30: 

Mandy Martins-Pereira

O recente ensaio nu de Sharon Stone para a revista Harper’s Bazaar – usando nada mais do que sapatos e uma jóia -, comprovou algo que já vem acontecendo há algum tempo com a beleza feminina: ela está vencendo a idade.

Sharon-Stone-Belas-mulheres-50-anos.jpg

Sharon Stone para a revista Harper’s Bazaar

 

Só para ter uma ideia. Foi-se o tempo em que uma mulher que chegava aos 50 anos era lembrada pelos seus cabelos brancos, roupa de senhora e os afazeres domésticos. Os produtos de beleza, cuidados com a saúde e o bem-estar, além da independência financeira, económica e emocional, trouxeram vaidade e uma preocupação maior  com estas mulheres.

 

Sandra-Bullock-Belas-mulheres-50-anos-3.jpg

Sandra Bullock, no alto dos seus 51 anos, foi eleita pela revista People como a mulher mais sexy de 2015

 

O termo balzaquiana foi criado pelo escritor Honoré de Balzac, no século 19, para valorizar a beleza, experiências, pensamentos, desejos, angústias, e reivindicava o direito destas mulheres  ser em felizes. Descrevia as mazelas de um casamento fracassado, no qual a mulher estava destinada a carregar a cruz das suas obrigações sociais e legais, era prisioneira dos seus deveres. O livro Mulheres de 30 anos fez com que sua obra fosse motivo de escândalo, devido as convenções sociais da época, mas, por outro lado, também conseguiu conquistar a comoção do público.

Madonna é uma das celebridades mais destacadas nesse grupo ~Gareth Cattermole-Getty Images-Getty Images~

Madonna é uma das celebridades mais destacadas nesse grupo (Gareth Cattermole-Getty Images-Getty Images)

 

De então para cá, muita coisa mudou. A média de idade dos casamentos foi aumentando drasticamente. Aos trinta, muitas das mulheres começam a pensar, de facto,  numa vida a dois. Aos cinquenta, a mulher está profissionalmente estabilizada, não tem como preocupação somente a criação dos filhos e, tem um estímulo  muito maior por sentir-se  bem consigo mesma. O resultado traduz não só um bem-estar próprio, mas os olhares masculinos. Foi mesmo criado um termo para isso: as “swofties”. São mulheres solteiras com mais de 50 anos desejadas, que despertam admiração e são as mais difíceis de conquistar.